domingo, 21 de setembro de 2014

Poesia à lua......

Hoje quero apenas
encostar a minha cabeça na lua
essa lua que me extasia...
e falar-lhe...
sobre a saudade que me agonia...
Hoje quero somente que nessa lua...
lá longe...
estejam fixos uns olhos
ainda que...
a olhem no sentido contrario aos meus...
hoje apenas desejo...
que o brilho da lua anestesie o meu sentir...
tão cansado...
tão magoado...
por tanto tempo...esquecido e deixado
...no acaso de meras lembranças...
...hoje...
quero apenas adormecer nos braços da lua...
e...
sonhar com o tempo em que era tua...
Hoje...
meu ontem...
no teu hoje...
com o nosso amanhã!

Adelina Charneca

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...