sexta-feira, 19 de setembro de 2014

 
...pelo calor de Agosto
no enigma sobreposto
o espaço a desdobrar-se...
e a vida a esgotar-se...
longe...distante...perto......
perto...distante...longe...
ao longe o lago alongado
alongava o lago ao longe...
o enigma sou eu,e o meu rosto...
sou poeta sem posto
no meu fim pressuposto
o enigma ...
sou eu!
Adelina Charneca*

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...