quinta-feira, 18 de setembro de 2014

É nesse dia...
em que me obrigas a fechar todas as portas e janelas da minha vida,
nesse dia ,em que senti como se me quisessem roubar o coração...
em que tudo me escapava por entre os dedos,
esses dias que passava fugindo de ti,
dos poemas que eu própria escrevia,
das canções que escutava pensando em...
dos suspiros que me saíam ,
um atrás do outro e que me davam vida,
de tudo que me fazia sorrir...
nesse dia em que decidi fechar-me ao mundo,
foi nesse mesmo dia que tudo em mim desabrochou,
como se fossem flores no jardim das delicias,
de todas as delicias que vivemos juntos,
dos poemas e das poesias,
de toda a nossa vida,
de ti e de mim!
Adelina Charneca*

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...