quinta-feira, 22 de janeiro de 2015


Um dia, 
farei a viagem final,
com bilhete só de ida, 
num comboio onde nunca embarquei
e que um dia vai passar, eu sei
mas...
todos os dias ao anoitecer
virei desde uma estrela beijar-te nos lábios,
ficarei de guarda na tua almofada 
ao lado dos teus sonhos
olhando o teu rosto adormecido 
banhado pela luz das luas
que não podemos viver lado a lado, 
e todos os dias, sem que o saibas
virei vestida de nuvem de algodão
baixarei no teu ombro ,
e suavemente
te ajudarei a viver, 
invisível, 
até que seremos por fim
dois corações lado a lado
que se amaram de verdade
e os dois ,em forma de nuvem
voaremos por fim juntos, 
uma eterna liberdade! 
Adelina Charneca

Sem comentários: