quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Custa muito?
Custa!
Dói bastante?
Sim Muito!
É triste?
Infinitamente!
Mas,as pernas movem-se,
temos que voltar a andar,
os braços estão quentes,
temos que voltar a abraçar!
Adelina Charneca

Sem comentários: