terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Sou um serial killer


Matei  esperanças , conquistas , sonhos ,amores ,
da vida fiz um mar de sangue que me corre nos olhos sem parar ,
aos outros causei dores sem fim ,
cicatrizes que não saram mais
pensava ter nascido p’lo bem e só o mal me move ,
 levanto grades à minha volta ,
 prisões de nuvens barreiras de sóis ,
 oceanos de insatisfações;
Mas…
Até um serial killer tem na sua prisão quem lhe dê a mão para sair dela com dignidade ,
 somente pessoas inocentes criam as suas próprias prisões e são julgadas sem dó nem piedade,
não há advogado que lhes valha ,
a sociedade é dura com os inocentes e benevolente com os culpados.
Assim será sempre!
Na saída da minha prisão serei uma criminosa e inocente será o meu carcereiro.
Serei por isso as duas coisas pois encarcerei-me a mim própria.
Mas se entender levar a minha prisão até ao final…nada muda!!!
(EU)
21-02-2012
10.00h

Sem comentários: