quarta-feira, 28 de setembro de 2011


O tempo


O tempo?!Esse malandro que nos escraviza e maltrata ele encarrega-se de nos fazer sentir que o dia tem só 24 horas quando há dias em que necessitava-mos ''tanto''que tivesse 48,56 sei lá,quantas nós sentisse-mos necessárias para estar perto de todos aqueles a quem amamos e a quem o tempo por vezes não nos dá tempo para dizer''amo-te''.
Tempo para tudo o que se quer?Quem será o bendito priviligiado que o tem?Eu preciso de mais umas quantas horas irei tentar conversar com o tempo até que me escute algum tempo e me dê tempo,só mais um pouco para que o tempo não me falte e conclua tanto que tenho para dizer e fazer, já que o julgo um amigo de fazer perfeito''com tempo''.
Perfeito seria ainda se o tempo não nos trouxesse outros sentimentos por vezes tão contraditórios e crescentes com o tempo tais como a saudade de ter saudade ou  saudade das saudades.
O malandro vadio que vagueia pelos nossos anos,meses,semanas,dias, horas,minutos,segundos...Óh,tempo não voltes para trás,por caridade,mas dá-me algum tempo para dizer o que ainda não foi dito e para estar mais tempo  perto de quem desejo.
O tempo esse doce amargo que nos escorrega por entre os dedos.

Sem comentários: