sexta-feira, 1 de novembro de 2013

...e...


...e todavia 
o rio de ternura
do mar dos teus olhos
não corria...
Adelina Charneca

Sem comentários: