sábado, 19 de outubro de 2013

Outra lua...a minha.


Já é de novo lua cheia e...
...ainda sei de cor cada tom da tua natureza,...
mas deixas-te que no intervalo dos teus dedos...
nascessem os meus medos...
e que eu partisse com os meus segredos.
Adelina Charneca*

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...