segunda-feira, 29 de junho de 2015


Melancolia:
O tempo passou por mim ,
sem a hora me avisar
a hora passando ,
e os minutos a esperar,
o tempo já não me vê,
que invisível me sinto
ás horas presto homenagem 
e aos minutos eu...minto!
passam os dias e as horas 
os ventos e as marés
passa o sonho a desoras
e eu sem saber quem és
passando vou pela vida
esquecendo a minha idade
guardo as tristezas sentidas
e sorrio à felicidade
amo sem saber como
vivo sem saber onde
trago em mim a saudade
que o meu coração esconde
e assim desta maneira
se vive com a alma cheia
umas vezes de suaves prantos
outras com a alegria alheia!
Adelina Charneca*
(todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Sem comentários: