quarta-feira, 10 de junho de 2015

Hoje 10 de Junho de 2015 condecoro com a medalha da Ordem do Infante a todas vós mulheres ,amigas,mais ou menos amigas,primas,sobrinhas e filhas por serviços prestados ao País.
<3
<3
Hoje é dia de Portugal,e eu disse que vinha condecorar-vos,aqui está!!
Mulheres que durante nove meses carregam no ventre os filhos com amor,com ilusão,com a fantasia de lhes dar e transmitir todo o saber e a cumprir o seu dever na sociedade que até se atreve a chamar-lhe''Geração Rasca''.
Eu tenho duas filhas dessa geração e rasca é que nenhuma delas é,não conheço aliás, jovens desse calibre,conheço jovens lutadores ,fortes,cultos,independentes e boas pessoas,herdeiros de um País que lhe deixámos(mea culpa),e por esse caminho se eu entrasse nunca mais parava.
Mas,mulheres mais ou menos minhas amigas,mais uma vez hoje entre 40 condecorados pelo P.R.não se encontrava nenhuma mulher por apenas ser mãe,mas por exemplo estava um cómico que ganha a vida a fazer comédia e sobretudo a fazê-la aos políticos,ainda tem a lata de dizer(hipocritamente) que gostaria de não ter tanta matéria na política para satirizar,bom,mas ele não tem culpa,chamaram-no e ele aceitou ,um dia poderá contar aos filhos que a mulher dele parir que tem uma condecoração por dizer parvoeiras.
Vi também condecorar pesquisadores de uma rica fundação onde não faltam meios para investigar e ainda bem pois está a curar muita gente mas,não assisti no acto a nenhum médico ou enfermeiro dos hospitais onde todos os dias lutam com falta de meios,e fazem o mesmo trabalho muitas vezes com sucesso devido à boa vontade,sei que estou a ter uma atitude visionária ao escrever desta forma,mas caramba ,pese embora hoje em dia já não bata o pé aos sonhos ainda não refreei o meu instinto de o fazer(posso sonhar?).
Ou não?
A vocês e a mim,deixo com muito carinho a condecoração da Ordem do Infante (que é a mais alta condecoração em Portugal)por serviços prestados ao País.
Serviços ao parirem com ou sem dor,serviço ao educarem,serviço ao serem pais e mães tantas vezes,serviço por moldarem cidadãos num mundo tão''àrrasca'',onde o barro está a escassear,num mundo fundamentalista,num mundo de (o meu umbigo é mais importante que o teu)serviços por vos(nos)doer as entranhas até à alma com a distância dos que partem e longe se fazem gente grande,serviços por ajudar-mos a moldar os netos para um futuro sem luz no fundo do túnel...MULHERES ,mais ou menos amigas eu simplesmente Adelina,vos admiro e venero,sobretudo a duas em especial que pari com dor do ventre que me deram ao parir-me,admiro-te a ti porque renunciaste à tua independência económica para criares tão bem dois tesouros que são meus netos e que sendo um deles uma pequena mulher já nos orgulha em família ao terminar o primeiro ciclo escolar numa escola pública com uma bolsa de estudo por mérito escolar,e tu mulher que partiste do meu ventre para o mundo,tu que tiveste a coragem de amealhar durante uma década para cumprires o sonho de trabalhar pelas crianças orfãs da(Matola) Moçambique,gastando todas essas economias e renovando a vida num país sem sol partindo do zero.
A vós amigas dedico este texto e a vós(mulheres minhas)dedico a minha vida e todos os meus sonhos,aos quais já não bato o pé(o que for será).
Adelina Charneca*

Sem comentários: