segunda-feira, 17 de agosto de 2015



Sou vossa mãe
Por certo vos cansei,
aborreci-me convosco,
gritei como uma louca do manicómio,
chamei-vos a atenção,
repiti mil vezes as mesmas coisas,
fui o vosso pior pesadelo,
fui atrás de vocês quando foi necessário,
sabem porquê?
Porque vos amo. .
Quando possam compreender isto
saberei que já são responsáveis...
nunca, encontrarão ninguém que vos ame,
que se preocupe
e para quem vocês sejam mais importantes do que para mim,
sem nenhum interesse
que não seja apenas o amor materno.
Porque as vossas Vitorias serão as minhas Vitórias.
O vosso sorriso será o meu sorriso,
se exagerei em querer que fossem as melhores,
peço mil desculpas
mas não sofri tantas dores no parto
e não vos carreguei nove meses de livre vontade no meu ventre
para vos amar pouco,
e se por vezes o amor é cego
o de uma mãe ainda é mais,
agora já só quero poder gozar o resto do caminho com paz e tranquilidade,
 fazendo só o que apetece e quando me apetece,
se tiver sono quero dormir,
que a Verónica já não perde o dedo polegar de noite
quero voar como um passarinho,
porque a Sónia não perde a xuxa e o ursinho,
quero rebolar na relva debaixo da sombra dos abetos,
e se possível com os meus netos,
se não for ,também sobrevivo.
É só o que eu quero,
não é pedir demais nem mundos sem fundos,
é que eu não fui menina,
não me levem a mal mas tenho o direito,
e para isso tudo exijo o vosso respeito.
As mães merecem e precisam não parar de sonhar
As mães também gostam de ouvir Pedro Abrunhosa.
As avós querem muitos abracinhos
sem ser por necessidade dos pais irem divertir-se
querem-nos porque os merecem
sobretudo as avós
que souberam estar noites de vela
para os netinhos crescerem saudáveis e fortes como uns''bezerrinhos''
bebendo litros de leite por noite
as avós e as mães também são gente.
Podem até não compreender,
mas não me matem. ..deixem-me viver,
se não gostarem não participem,
mas aos meus poucos sonhos não se antecipam
e não os amarrem,
em cadeia dourada a vosso gosto guardada!
Vossa mãe
Adelina Garrido Charneca

Sem comentários: