segunda-feira, 24 de agosto de 2015

O pensamento:
É como um cavalo solto ao vento
é como pétala solta caindo no chão
é como água no leito do rio
é como vento,ou furacão.
O pensamento:
pode ser um cavalo no pasto ruminando o verde
pode ser um jardim morrendo de sede
pode ser como um lago de águas paradas
pode ser como um sino que toca a horas marcadas
O pensamento:
aí vai o meu pensamento livre como um cavalo ao vento
aí vai o meu pensamento,qual flor em canteiro esquecida
aí vai o meu pensamento,feito mar querendo abraçar o rio
aí vai o meu pensamento...
aí vai ele,podes tocá-lo se quiseres:
O pensamento .
Adelina  Charneca 

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...