segunda-feira, 24 de agosto de 2015


...era um Domingo igual a tantos outros
desses em Agosto , 
quando a neblina começa a chorar,
era aquele o dia que esperara tudo começar.
Chuva miudinha que molha a alma desde dentro
Agosto;inicio de inverno já aqui à mão,
lareira e café e calor no coração.
Assim é um lar onde haja amor
feito de simples coisas
onde se divide as alegrias e se toma a dor
a dor um do outro,
é um lar de Deus,
Assim é um Domingo de Agosto
visto por estes olhos ,
que são meus!!
Adelina Charneca

Sem comentários: