domingo, 19 de agosto de 2012

(Rio) e peço



Peço ao rio que te traga
rogo-lhe em prece divina
que me escute,que me sinta
o rio vai e não escuta
corre desenfreadamente
galga dunas e rochedos
alimenta os peixes
bebe das algas
não alimenta o meu grito
estamos de costas voltadas
rio calmo de águas turvas
leva-me contigo
dá-me o teu abrigo
abraça-me com força
faz-me criar raiz
como se fosse flor de lotus
submergindo no meio do nada
Branca,rosa,lilás,verde ou vermelha
dá-me da tua seiva de vida
e floresce em mim.
(EU)Adelina Charneca
19-08-2012
01.00h

Sem comentários: