domingo, 19 de agosto de 2012

Músculo rebelde



Tenho o musculo todo esburacado
 Como se de um casaco velho se tratasse
O músculo bombeador de vida está na sucata
Ferro velho que se apronta para ser abatido
 Amálgama ferrosa sem força 
Suja poluição poluindo o ar
Lixo toxico que me lixa por dentro e por fora
Me tira o sorriso me embaça  o olhar
Musculo teimoso e insistente
Desiste vá lá
Ou melhor não desistas mas dá uma volta
Como se fosse uma rotunda
Entra e volta a sair
Não saias é de viver
Isso não
Vá lá coragem...
Dou-te um empurrãozinho
Vaiiiiiiiii!
(EU)
19-08-2012
19.15h


Sem comentários: