quinta-feira, 10 de maio de 2012

Que saudade é esta?




No vale ,entre árvores e pequenos arbustos passeio calmamente ,a  saudade dá-me o braço e acompanha-me dando-me de ti a lembrança doce e sempre presente,sinto-te caminhar ao meu lado,sinto a tua mão na minha,de repente com a ponta dos dedos percorres os meus braços fixando-me com um olhar terno que faísca desejo por me beijares naquele momento ,não hesitas ,prendes-me o rosto entre as mãos aproximas-te  primeiro com um leve toque nos lábios depois devagar como se quisesses eternizar o beijo(o primeiro beijo)entreabres-me os lábios, a tua língua percorre cada pedacinho da minha boca sorvendo-me por dentro tudo que encontra no caminho.
Na minha envolvente saudade sinto a tua presença imaginando-te como se sempre te tivesse tido por aqui,os pássaros voam sobre a nossa cabeça,enleando-se uns nos outros como se nos quisessem mostrar como se faz amor,como se enleiam dois corpos apaixonados um no outro,como se possuem duas almas loucas e sedentas de se amarem.
Nos recortes das árvores leio o teu nome,vejo os teus lábios,pressinto as tuas mãos,tu estás ali claramente no meu passeio por entre as árvores altas e os vistosos arbustos.
Regresso a casa cansada de caminhar,estendo-me sobre a cama onde amiúde te sonho,num instante adormeço e logo chega o mesmo sonho de sempre ,o mesmo sonho com o mesmo amor,o amor de ti,em mim.
(EU)
10-05-2012
17.00h

Sem comentários: