sexta-feira, 18 de maio de 2012

Foram vezes


Foram tantas as vezes que quis apaixonar-me por ti,tantas mas tantas vezes que os dedos das nossas mãos juntas não chegariam para contar.
Foram tantas mas tantas as vezes  que me julguei apaixonada por ti tantas tantas que ao fim e ao cabo acabava por me convencer(porque queria) que era de facto apaixonada por ti.
Era tanta a vontade que tinha de me apaixonar por ti que fechava os olhos e sentia-me apaixonada por ti.
Era dura a realidade quando na realidade percebia que não era apaixonada por ti.
Foi sempre duro de perceber que não eras apaixonante como eu sonhava que fosses.
Foi sempre duro perceber que não deixavas que me apaixonasse por ti.
É tão duro perceber que não sou apaixonada por ti.
Adelina Charneca

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...