quinta-feira, 5 de dezembro de 2013


Vou partir:_disse-me ela...
...tanta paisagem bela à minha volta esperando a minha atenção e eu aqui focada num ponto distante, tão distante que mal o vejo e o ponto nem se lembra que eu existo:vou deixar que a paisagem me envolva e me abrace, quem sabe se a porta que a distância me fecha não se abrirá para mim como um novo mundo onde eu tenha espaço. ..quem sabe?
Respondi sem hesitar;_e justo que o faças, sobretudo é justo contigo que és uma mulher cheia de garra, de beleza interior, cheia de talento e vontade de dar e receber amor e _com um sorriso contagiante...ao dizer tudo isto à minha amiga senti-me eu própria desta forma, uma pessoa maravilhosa_.
...há pessoas lindas e transparentes como o cristal mas...o mundo aprecia mais a opacidade!
POBRE MUNDO
Adelina Charneca
(atenta à paisagem)

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...