segunda-feira, 2 de dezembro de 2013


ACENDES

A Adelina Charneca

Atravessas o mundo
da palavra aberta ao sentimento
na língua do fado e de Pessoa.

Acendes o tremor do verbo antigo
no meio do tumulto da tua vida.

Ana Muela Sopeña
******************************************
ENCIENDES

A Adelina Charneca

Atraviesas el mundo
de la palabra abierta al sentimiento
en la lengua del fado y de Pessoa.

Enciendes el temblor del verbo antiguo
en mitad del tumulto de tu vida.

Ana Muela Sopeña

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...