sábado, 3 de novembro de 2012



...posso ser o vento suão
até  ser a chuva obliqua
posso ser estrela cadente
ou  rugir como o trovão
posso deixar de ser tua
deixar-te em dor permanente
e fugir...
fugir para a lua
onde hei-de ir,
irei feliz
é o destino que o diz
onde eu for irás comigo
amor,amante ou amigo
posso
deixo
irei
onde
amor
comigo!
Adelina Charneca.

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...