segunda-feira, 30 de julho de 2012

Raiz do mel...



Pergunto-te se sabes
Onde nasce a raiz do teu mel?
Sim...
Do teu mel
Esse que leio em ti
Que me entontece
Me desfalece
Me deixa de razão perdida
Esse mel que cola...
Os meus olhos aos teus
Cola a minha boca à tua
O meu corpo ao teu
Esse doce mel que me deixa desperta no sono
Esse mel que descobriu o meu''mel''
Que escorre nas palavras
Não ditas
Que cola nas mãos inquietas
De se acarinharem
De se tocarem sem parar
Não procures mais
O teu mel
Tem raiz em mim!!!
Adelina Charneca
30-07-2012
17.30h


Sem comentários: