sexta-feira, 27 de julho de 2012

Apenas voar...



Sou como uma ave
Viajo no dorso do sonho
Envolta no nevoeiro
Flocos de algodão
Em que mergulha o meu pensamento
Aberto o coração
Repleto de sentimento
Sorriso largo
No momento em que me tens
Vontade de dar-me
Receber-te inteiro
Perigoso sentir
Amargo querer
Vontade inteira
De feiticeira
Olhar de safada
Apaixonada...
Nada intimidada...
Adelina Charneca
27-07-2012
13.30h

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...