sexta-feira, 27 de julho de 2012

Sinto(te)




Suspensa do teu respirar
Presa da vontade de te amar
Diz-me
Levas-me a voar...
Fazes-me levitar...
Preenches o meu amar...
Ondeando  nas ondas
Do meu ser a vaguear
Em tempestade salgada
Saqueada de tesouros
Tempestade anunciada
Revoltada,dominada
Mas...
Indomável tempestade
Ternas tormentas
Por ti...em mim.
Adelina Charneca
27-07-2012
15.45h


Sem comentários: