quinta-feira, 12 de abril de 2012

Pedras...




Nas esculturas que diariamente os teus olhos fazem em mim ,
quero apenas fazer-te entender que o meu pó não é de pedra ,
o meu olhar não é granítico ,
serei até um pedaço de matéria
em bruto nas tuas mãos cegas
buscando contornos em mim
escavando lascas  à minha matéria
largando-os soltos pelo chão
esperando a ventania que os arrasta para longe de ti
onde não cheguem os meus lamentos ,
os meus ais de desespero
que na solidão se  cansam esperando(te).
Cresces para mim no momento em que me vês e me sonhas entre as tuas mãos como escultura ainda não esculpida.
Pedras são apenas isso
(EU)
12-04-2012
14.40h

Sem comentários: