quarta-feira, 11 de abril de 2012

Eu sei

Estou parada sobre estas pedras e espero-te...
Sei,sei que virás,
sei que não vou resistir-te,
desarmas-me
por ti perco todas as  defesas,
por ti parto-me,
desfaço-me em inúmeros pedacinhos,
em mim viajas só com bilhete de entrada
instalas-te-te
surgindo do nada que a minha ilusão criou.
Afiguras-te poderoso demais para te vencer...
deixo-te entrar,
abro-te as portas e as janelas de par em par
(minha Primavera anunciada)
desarrumas-me todas as gavetas
até então fechadas,
o ar circula agora por todas as divisões
e,em mim
respira-se um novo ar,um novo ser,
talvez uma nova vida.
Partes...
fecham-se portas e janelas
guardo todos os segredos
ergo-me
deixo para trás o caos
esperava-te sentada nestas pedras
que aos meus olhos
vejo agora apenas como um amontoado
espalhadas no meu caminho
umas sobre as outras
''amontoadas''sem ordem...
(EU)
11-04-2012
08.30h

Sem comentários: