sábado, 14 de março de 2015

És a flor que em minha alma desponta
a semente que germina na minha primavera
és o ar que respiro sem me dar conta
ter-te aqui,junto a mim,óh quem me dera
és o sonho desfeito como novelo de lã
a aurora boreal que mostra o sol da manhã
mescla de tinta em tela colorida
és a voz que me dá vida.
Mostra-me o amanhecer pelo teu olhar
ensina-me os tempos do verbo amar
escreve-me poemas sem dor
ama-ma,com esse teu e meu verdadeiro amor
esquece as dores do passado
sorri,com o teu sorriso descarado
toma a minha mão gelada
faz de mim a tua amada
meu amor de todos os dias
minha ausência nas noites frias.
Rosas são flores com espinhos
caules de amores mesquinhos
musica é o som da paixão,
dança comigo amor,dá-me a tua mão!
Adelina Charneca

Sem comentários: