sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

...miragem,ou sonho!



Onde estás?
Não te sinto,
não sinto a tua mão no meu rosto
não sinto o teu olhar sorridente no meu.
Onde estás tu?
Parece que te eclipsaste da face da terra
A tua imagem baila diante dos meu olhos
Como luz ténue que vai perdendo o brilho
A intensidade da tua presença é-me grata recordação
Como fogo que me queima por dentro
como chama que crepita no lume
como estrela cadente que se desintegra no universo
e...
inunda todo o meu corpo.
Como se de um seu planeta se tratasse
A tua luz ilumina os meus dias
A  recordação do teu ser
Mexe e remexe nas minhas entranhas
Sinto-te queimando-me
Jogando com o meu corpo
que anseia o teu
acariciando-me
como se a minha pele
fosse um veludo,
um ímam
atraíndo-me e colando-me a ti
mas,vejo escuro
e sinto não ser para sempre
ser apenas no presente!
O meu ser
Sem tu no futuro!
Adelina Charneca

Sem comentários: