sábado, 9 de fevereiro de 2013

Fazer amor com(o)tempo




...por aqui começa o dia
esperando alguma folia
estou sentada nos degraus da vida
Sei que já é tarde
sei também que o tempo(arde)
na espiral mágica
dos ponteiros do relógio
que mal humorado
me avisa
está na hora de acordar
vamos lá deixar de esperar
que a vida espere por ti
abraça-a,beija-a
faz amor com ela
não finjas o prazer
sente-o com toda a vontade
de o viver e de o ter
em sorrisos e espasmos
tu sabes que podes
em cada dia ,cada hora
que te tarda
faz da tua vida
múltiplos orgasmos
não deixes apagar a chama
deixa apenas que o tempo
em fogueira de amor
de sonhos e de voar
deixa apenas que ele
em ti arda,
te queime por dentro
te abrase por fora
dê suspiros a toda a hora
usa o tempo a teu favor
e vive-o com todo o teu amor!
Adelina Charneca *

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...