quarta-feira, 24 de outubro de 2012


            TU AÍ...
Desliza a tua mão no meu corpo
e pede-me o ter
desliza o teu olhar pelo meu
e faz-me gemer
encosta a tua boca na minha
e leva-me ao céu
sinto-me pequena
faço-te uma diabrura
agarra-me no braço
prende-me pela cintura
dobra-me com o teu jeitinho
amassa-me  com carinho
esse teu beijo
que sinto da tua boca
esse carinho tão bom
que eu quero só para mim
e  me deixa louca
em todas as horas do dia e da noite
quero dar-te o mundo
que tenho guardado
quero que me dês
bem lá do fundo
tudo
todo esse amor que tens aí 
E que eu quero
sim
aqui em mim
Adelina Charneca

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...