sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Um pouco de (EU)...''texto sem correcção''

Quando na vida me dei conta de que necessitava desenvolver-me como pessoa a nível espiritual e humano percebi que teria de fazer esse caminho sozinha pois não tinha a meu lado quem estivesse nesse nível de aprendizagem preparado para o fazer,como tal tenho feito a minha caminhada solitária abrindo brechas para que entrassem aqui e ali pessoas que''parece'' estavam nesse nível humano mais além desgosto-me porém ao perceber que o que buscam é apenas uma boleia nas costas da minha aprendizagem,não lhe dou as costas pelo contrário dou-lhe a mão e carrego-os ou puxo-os para o meu lado tentando a todo o custo fazê-los lá chegar junto comigo mesmo deixando-me com um cansaço extremo,normalmente não me lamento,peço é mais força para ir,e...na minha caminhada umas vezes sobre nuvens de algodão outras sobre escarpas ou espinhos tenho tido o privilégio de plantar árvores,umas possuem uma boa semente dão naturalmente bons exemplares com óptimos frutos,enquanto outras nunca passam de uma promessa já que a sua semente nunca foi de excelente nem sequer de aceitável  qualidade daí que elas nascem com fragilidades  e algumas até crescem mas os seus frutos  nunca serão agradáveis à vista nem saborosos ao paladar usa-se então a técnica de enxertia mas não passam nunca de bonitas árvores ,nada mais que isso.Assim é com muita gente que ao longo do tempo se tem cruzado no meu caminho ,bonitas e atraentes à vista mas que deixam muito a desejar no seu interior.
Contudo não me lamento todas têm trazido sabedoria para a minha vida  excluo o que não me serve e o que não sou capaz de contornar.
Mas...esta é uma palavra  que está sempre pairando por aqui,há''mas''em todas as vertentes da vida e um bem grande é que não sou nenhuma santa de pau e nem sequer do pau''oco'' e aborrece-me enormemente que a realidade da vida seja deturpada por pessoas até muito inteligentes ''mas''que vivem  em busca sabe-se lá de que quimera  e em dias que estão viradas do avesso encarem os seus próprios disparates como fragilidades de quem lhe está próximo e puxa por elas deixando a sua própria vida em suspense.
Ainda não cheguei ao meu máximo na busca tenho que continuar sempre de olhos fixos no meu objectivo usando a minha óptima  visão periférica  e mesmo que por vezes sinta as forças faltarem-me levo comigo com delicadeza e humildade as almas puras e boas que comigo se cruzam,depende delas compreenderem-me ou não ,pois não são obrigado(a)s  a fazê-lo.
__A todas as pessoas que no meu caminho se têm cruzado ao longo da vida e com quem tenho aprendido os  caminhos do bem só poderei continuar a cuidar com todo o carinho, a quem não teme dizer-me que sente a minha falta,quem me chama de seu anjo protector,quem não teme dizer-me que sou importante nos seus dias a quem me diz que mesmo na distância me sente próxima,a quem sonha sonhos que não sendo os meus são muito semelhantes em tudo ,o que me ajuda a tornar os meus sonhos mais válidos .
Neste Ano Novo que se aproxima não quero para mim uma vida nova desejo é manter a que tenho e cuidar de quem já tenho não fechando nunca a porta a quem vier por bem e com boa vontade.
(EU)
15-12-2011
17.35h

Sem comentários: