quinta-feira, 18 de maio de 2017

SOU PEREGRINA No caminho do teu coração eternamente caminhando os dois lado a lado,chegando ou partindo, na hora certa,nem antes nem depois Um caminho por vezes espinhado que nos leva nas asas do beijo sempre em frente,com o nosso fado levando a vida,como é nosso desejo Eternamente caminhamos os dois na hora certa,para o coração nem agora,nem antes ou depois Na estrada que nos leva sempre em frente com o nosso fado frente a frente,lado a lado. Adelina Garrido Charneca

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...