sábado, 29 de dezembro de 2012

PELA POESIA




PELA POESIA

Pela poesia,
O poeta vende o seu casaco preto
Pela poesia
Vara-se o olho direito na viagem inspiradora
Pela poesia
O poeta desiste da vida terrena
Porque o mundo sem poesia
É um corpo frio sem alma
É um cego a olhar o mar, o céu e a terra
Sem sentir o que está por dentro
É um pensar desatento
É deserto de ideais
É este ar poluído
De ter e poder
E querer cada vez mais
De dar e receber
De viver a morrer

Maria Melo (em Simplesmente Poesia)

Sem comentários:

''PARA QUE NÃO DIGAM QUE NÃO FALEI DE POESIA'' Recordo o dia em que no mítico Teatro Tivoli se ouviram inesperadamente as pa...