segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

ESTOU FEITO...




Queria despir-te com as minhas gadanhas 
Sedentas do teu canastro mais que perfeito,
tirando-te peça a peça tudo a meu jeito,
deixando atónito meu gosto que não apanhas.

Queria parar a imaginação que não ganhas,
de modo que eu te sentisse sobre o leito,
para saciar o amor vivo que sobe ao peito
e não andar ao vicio com todas as manhas!

Fértil vontade de te querer tocar no peito,
mexer e remexer o teu amor – perfeito!
É coisa que a cobiça de ti me assanhas.

Ver-te despida, mais quente que as castanhas,
dá-me vontade das trincar tudo a preceito..
Mas não. Nada como. Tenho fome! Estou feito!

Joellira
( Soneto – estad’alma )
28-9-2012

Sem comentários: